ban
Pesquisa no Guia Pet




guias_web
Guia da Embalagem
Guia Construir e ReformarGuia da CulinariaGuia do Turismo e Lazer





submarino


voltar
<<< Anterior Próxima >>>


ESCOLHA O TAMANHO DA FONTE - A - A

16/07/2021
Pets podem comer ovos?

Katayama Alimentos esclarece dúvidas sobre como esta potente proteína pode ser inserida na dieta saudável dos cães e gatos

Pets podem comer ovos?



Alguns tutores têm dúvidas se seus bichinhos de estimação podem comer ovo, porém, é só pensarmos nas propriedades deste rico alimento que teremos as respostas. O ovo é praticamente proteína pura, ingrediente essencial para a alimentação dos humanos e dos pets (cães e gatos).

Pensando em alimentos in natura e frescos, o ovo é uma excelente fonte de importantes nutrientes: proteína de alto valor biológico (fornecendo todos os aminoácidos essenciais), vitaminas (riboflavina, vitamina E, vitamina B6, vitamina A, ácido fólico, colina, vitamina K, vitamina D e vitamina B12), minerais (zinco, cálcio, selênio, fósforo e ferro) ômega 3 e compostos ativos (luteína e zeaxantina).

Dada à curiosidade e interesse pelo tema, a Dra. Milena Cornacini, Nutricionista Clínica, Esportiva e Ortomolecular, Mestre e Doutora em Nutrição e Consultora Técnica da Katayama Alimentos - uma das principais indústrias avícolas do País -, responde algumas questões. Confira a seguir!

► Que benefícios o ovo tem na dieta dos pets?
Dra. Milena: são vários os benefícios da alimentação natural, saudável e adequada dos pets, aqui consideramos cães e gatos. O ovo favorece a beleza e a saúde da pele e da pelagem; reduz consideravelmente a queda de pelos, graças ao alto teor de proteínas de alto valor biológico; proporciona nutrientes que protegem as articulações; aumenta naturalmente a imunidade; é livre de conservantes, corantes, flavorizantes e outros aditivos artificiais; reduz o risco de formação de cálculos urinários e infecção urinária, em função do alto teor de umidade; ajuda a manter o peso ideal e a massa magra naturalmente; favorece a produção de células vermelhas do sangue; e traz muito mais disposição e vitalidade.

► Em quais casos, especificamente, o ovo não deve ser oferecido ao pet?
Dra. Milena: caso o animal tenha alterações das funções renal ou hepática, a proteína deverá ser ajustada e, desta forma, o ovo poderá não ser indicado; ou em casos de alergia, intolerância ou sensibilidade a algum componente do ovo. Por isso, é importante consultar um veterinário.

► Como oferecer o ovo aos pets? Com algum tempero ou misturado à ração?
Dra. Milena: o mais natural e saudável é oferecer o ovo sem sal e temperos. Pode ser servido como petisco, misturado à refeição completa ou à ração, ou como fonte proteica em substituição às carnes, atendendo a preferência e a individualidade do animal. O ideal é oferecer sempre clara e gema juntos; os nutrientes se complementam: a clara é rica em proteínas e a gema em lipídeos.

► Cozidos ou crus?
Dra. Milena: a literatura pontua que se pode oferecer ovo cru ou cozido aos animais. O ovo inteiro cru com casca apresenta ótima proporção de fósforo e cálcio. No entanto, vale lembrar, que o ovo cru apresenta alguns riscos, como uma enzima chamada avidina, que reduz a absorção da biotina (vitamina B) e que pode levar a problemas de pele e também o risco de conter a Salmonella, bactéria que pode causar doenças.

Por isso, quando for escolher a técnica dietética do pet, se ovo cru ou cozido, o ideal é consultar sempre um veterinário especialista em nutrição animal natural, que poderá desenvolver um plano alimentar seguro, respeitando as características individuais e nutricionais ideais.

► Qual a quantidade recomendada?
Dra. Milena: o ovo pode ser oferecido na dieta do pet de uma a duas vezes na semana, seguindo a orientação nutricional personalizada do animal. Sobre a quantidade, o ovo deve ser prescrito de acordo com o peso, o estilo de vida e a saúde do pet.

► Ovos livres de antibióticos são mais interessantes para a dieta dos animais?
Dra. Milena: se os ovos livres de antibióticos são deliciosos e nutritivos para nós, por que não seriam também para os pets? Sem dúvida, é a opção ideal para se garantir mais saúde. O que se pode afirmar é que os alimentos in natura e frescos, livres de agrotóxicos e antibióticos, são opções mais naturais e saudáveis, garantindo, por consequência, mais saúde.

Dica para a casca do ovo
Dra. Milena: a casca do ovo é riquíssima em cálcio e pode ser oferecida aos animais na forma de farinha (quanto mais fina, melhor é absorvida e aproveitada). O cálcio é um mineral necessário para a saúde dos ossos e dos dentes, além de ter papel essencial na contração muscular, na coagulação sanguínea e na transmissão dos impulsos nervosos.

Para otimizar o aproveitamento do cálcio presente na casca de ovo, dissolva o pó em água e limão (para cada 10 cascas de ovos, acrescente 250 ml de água e duas colheres de sopa de suco de limão) e deixe secar. Cada 1/2 colher de chá de pó de casca de ovo fornece cálcio suficiente para 250 gramas de carne desossada. Procure oferecer cálcio e fósforo na proporção de 1:1. Uma colher de chá de farinha de casca de ovo fornece 1.800 mg de cálcio. Mas, antes de oferecer a casca do ovo procure se orientar com seu veterinário.

Perfil – Dra. Milena Cornacini

Nutricionista Clínica, Esportiva e Ortomolecular, Mestre e Doutora em Nutrição e Consultora Técnica da Katayama Alimentos.

Graduada em Nutrição pela UniFil - Universidade Filadélfia de Londrina, Dra. Milena Cornacini cursou residência em Gastroenterologia e Nutrição na Faculdade de Medicina de Botucatu da UNESP - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", onde fez também mestrado e doutorado em Fisiopatologia em Clínica Médica. Com especialização latu sensu em Nutrição Ortomolecular (Fapes-SP), tem formação em Nutrição Funcional Esportiva e Nutrição Funcional e Câncer, pelo VP Centro de Nutrição Funcional (SP) e, atualmente, cursando Pós Graduação em Oncologia Nutricional e Clínica Integrativa pela FAPES/SP. Dra. Milena Cornacini é coordenadora e docente do curso de graduação de Nutrição da UNIP - Universidade Paulista, campus de Araçatuba. Na mesma cidade, também atua no atendimento clínico em consultório desde 2004, com maior demanda de pacientes na área da saúde. Em 2019, ingressou no time da Katayama Alimentos como consultora técnica, para contribuir com a divulgação de informações nutricionais científicas junto à empresa e aos seus consumidores.

http://www.katayamaalimentos.com.br
linkedin.com/company/grupo-katayama/
facebook.com/katayamaalimentos
instagram.com/katayamaalimentos
Canal “Ovo de Novo” youtube.com/ovodenovo




Fonte: Via Pública Comunicação



COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA







 
 
Guia Pet & Cia 2008-2021 ©, uma empresa do Grupo Guias Web - Todos os direitos reservados
Normas de uso - Política de privacidade

CSS vlido! Valid XHTML 1.0 Transitional