ban
Pesquisa no Guia Pet




guias_web
Guia da Embalagem
Guia Construir e ReformarGuia da CulinariaGuia do Turismo e Lazer





submarino


voltar
<<< Anterior Próxima >>>


ESCOLHA O TAMANHO DA FONTE - A - A

18/06/2021
Dicas de cuidados com cães e gatos nas festas juninas

PremieRpet® promove a campanha “Não brinque com fogos, brinque com o seu pet”

Dicas de cuidados com cães e gatos nas festas juninas



Crédito: Shutterstock/Divulgação PremieRpet®


O mês de junho chegou e com ele uma das comemorações mais típicas dos brasileiros: a festa junina! Em tempos de pandemia não são esperados nem permitidos grandes festejos, mas eles tendem a ser substituídos por festas em casa, que têm se tornado cada vez mais comuns.

Famosa pelas comidas típicas, a festa junina também é marcada pelos sons de fogos, rojões e outros efeitos sonoros que podem gerar uma série de transtornos para os pets, especialmente aos cães. No caso das festas caseiras, o risco é até maior, pois o barulho pode ficar ainda mais perto dos animais.

Para ajudar a reduzir o estresse dos cães e gatos durante o período, a PremieRpet® criou a campanha “Não brinque com fogos, brinque com o seu pet”, que convida os tutores a comemorarem a festa junina e se engajarem em uma ação contra o uso de fogos nas comemorações.

A campanha conta com ações informativas e brindes em pontos de venda de todo o país, site com orientações veterinárias, um vídeo ensinando a lidar com a situação de stress e até um filtro no Instagram para os tutores manifestarem seu apoio ao não uso de fogos.

Dicas para minimizar o desconforto com o barulho de fogos

De acordo com o médico-veterinário e supervisor de capacitação técnico-científica da PremieRpet®, Flavio Silva, é importante saber identificar quando os pets estão assustados e conhecer maneiras para ajudá-los nesse momento de insegurança. Com o medo do som dos fogos de artifício, os cães, por exemplo, podem manifestar o incômodo com latidos, agitação, tremor, salivação excessiva e tendem a buscar segurança nos tutores ou procurar um abrigo. Por isso, ele orienta:

  • Acolha o animal em um cômodo fechado e seguro para abafar ao máximo os ruídos dos fogos. Vale ligar um som ou a TV para camuflar o barulho externo;
  • Coloque petiscos dentro de uma caixa de papelão e incentive-o a rasgar e encontrar o alimento;
  • Disponibilize uma garrafa pet com cookies ou petiscos. Faça furos e deixe em um local calmo para que eles consigam tirar e degustar (caso o pet não esteja habituado a brincar dessa forma, faça furos maiores);
  • Brinque com o pet para demonstrar a ele que está em um ambiente seguro. Vale investir em atividades para estimular o faro, a “caça” e a alimentação;
  • Se o pet se esconder e não quiser interagir, o mais importante é respeitar o comportamento, observar e esperar o melhor momento para oferecer um ambiente com brinquedos e estímulos positivos;
  • Fique atento também aos quitutes juninos! Alimentos que fazem a alegria dos humanos podem esconder perigos aos animais, por isso é preciso resistir aos olhares pidões e não compartilhar as refeições e aperitivos com os pets;
  • E lembre-se: sempre que necessário, consulte um médico-veterinário ou zootecnista especializado em comportamento de cães e gatos.

    http://www.premierpet.com.br




    Fonte: Comunicação PremieRpet



    COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA







     
     
    Guia Pet & Cia 2008-2021 ©, uma empresa do Grupo Guias Web - Todos os direitos reservados
    Normas de uso - Política de privacidade

    CSS vlido! Valid XHTML 1.0 Transitional