ban
Pesquisa no Guia Pet




guias_web
Guia da Embalagem
Guia Construir e ReformarGuia da CulinariaGuia do Turismo e Lazer





submarino


voltar
<<< Anterior Próxima >>>


ESCOLHA O TAMANHO DA FONTE - A - A

16/07/2018
Gatos: doença do trato urinário é a principal causa de visita ao veterinário

Hill’s Pet Nutrition reuniu mais de 400 clínicos e veterinários especialistas em Campinas (SP) e Rio de Janeiro (RJ) para compartilhar conhecimento sobre o tema


Diferente dos cães, que a principal visita ao médico-veterinário é devido a problemas dermatológicos, a causa número um que levam os gatos aos consultórios são as doenças do trato urinário. Isso ocorre porque os gatos possuem uma grande predisposição para desenvolverem esse tipo de problema, principalmente os cálculos urinários que podem se desenvolver no trato urinário superior (rins e ureter) ou inferior (uretra e bexiga). Além de ser muito doloroso para o bichinho, esse problema também é considerado grave, já que pode bloquear o fluxo de urina e até provocar a morte do animal.

Pensando nisso, a Hill’s Pet Nutrititon trouxe para o Brasil dois especialistas no assunto para debater o tema com mais de 400 clínicos e veterinários especializados, em 2 eventos que aconteceram em Campinas (SP) e Rio de Janeiro (RJ).

Na ocasião, a autora de diversos livros de Medicina Felina, Susan Little, e o médico-veterinário, especialista em cirurgia, Jolle Kirpensteijn, discutiram diferentes formas de tratamento para esse problema.

Segundo a supervisora de Assuntos Veterinários da Hill’s, Sandra Nogueira, o evento foi criado com o objetivo de compartilhar conhecimento com clínicos e veterinários especialistas e contou com a presença de mais de 400 pessoas. “Pensamos em levar o que há de mais novo no tema cálculos urinários em felinos. A Susan falando da parte de clínica médica e o Jolle sobre cirurgias do trato urinário, concomitantemente, é um estilo de palestra bem diferente do que estamos acostumados”, comenta.

Essa preocupação crescente com a saúde dos gatos tem um motivo. “O número de gatos nos lares tem aumentado e além disso não podemos tratá-los como um cão pequeno. Ele possui particularidades diferentes, por exemplo a taurina que é um aminoácido essencial para os felinos. Outra diferença é em relação os medicamentos, já que nem todos podem ser administrados para os felinos e as dosagens são diferentes em muitos medicamentos quando comparamos com os cães. Portanto, o crescente número dessa espécie e a maior expectativa de vida dos animais, faz com que os veterinários se interessem mais ou necessitem se capacitar para atender com uma maior excelência esse pet”, conclui.

Problemas mais comuns

Vale saber que os cálculos mais comuns nos felinos são estruvita, oxalato de cálcio e urato. O primeiro ocorre, principalmente, em fêmeas, região da bexiga e cálculos maiores e em menor número. É mais comum em animais com sobrepeso e sedentários, que, geralmente, têm uma urina mais concentrada. Comumente acomete felinos abaixo dos 7 anos de idade. O oxalato de cálcio pode ser encontrado em qualquer lugar do trato urinário (superior e inferior) sendo mais comum em machos, animais sedentários e com sobrepeso, normalmente acima dos 7 anos de idade, alta densidade urinária, urina ácida e, geralmente, esses felinos têm hipercalcemia associada. O cálculo de urato é mais comum na América Latina, ocorre somente na bexiga, em gatos menores de quatro anos e é mais difícil de diagnosticar, pois, a não ser que fique muito grande, não é visível ao raio-x.

Ao sinal de qualquer desconforto que o seu animal de estimação apresente, encaminhe-o para uma consulta veterinária. O atendimento profissional é fundamental para resolver o problema de forma adequada.



Fonte: Pólvora Comunicação



COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA







 
 
Guia Pet & Cia 2008-2018 ©, uma empresa do Grupo Guias Web - Todos os direitos reservados
Normas de uso - Política de privacidade

CSS vlido! Valid XHTML 1.0 Transitional