ban
Pesquisa no Guia Pet




guias_web
Guia da Embalagem
Guia Construir e ReformarGuia da CulinariaGuia do Turismo e Lazer





submarino


voltar
<<< Anterior Próxima >>>


ESCOLHA O TAMANHO DA FONTE - A - A

28/05/2018
Copa do Mundo: Como melhorar o conforto do cão que tem medo de fogos?

Fogos de artifício e outros artefatos típicos da comemoração podem causar uma série de transtornos aos cães

Copa do Mundo: Como melhorar o conforto do cão que tem medo de fogos?



Ao redor do mundo, os apaixonados por futebol estão ansiosos para o início da Copa do Mundo, que neste ano será realizada na Rússia. Porém, o evento que é marcado pela competição entre as melhores seleções mundiais pode se tornar um problema para os cães e seus tutores.

Isso, por conta dos fogos de artifício, biribinhas, rojões e bombinhas utilizados pelos torcedores durante a transmissão dos jogos. “Os cães têm uma audição mais aguçada que a dos humanos. Por isso, sons altos, como o estrondo dos artefatos, são extremamente incômodos e ameaçadores, podendo causar reações de fobia e pânico no animal”, explica a Médica Veterinária e Gerente de Produtos da Unidade Pet da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec.

Os sons intensos dos fogos podem gerar uma série de sensações desconfortáveis e sintomas como taquicardia, tremores, vocalização excessiva, micção involuntária, entre outros. A intensidade dos sintomas dependerá do grau de fobia do cão. Alguns podem se esconder ou tentar fugir do ambiente, o que pode ocasionar acidentes e em casos mais extremos o óbito do animal.

Algumas medidas, como alocar o cão em um ambiente aconchegante e seguro, fechar portas, janelas e cortinas para abafar o som externo, além de colocar uma música ambiente e oferecer brinquedos e petiscos, podem ajudar a minimizar o medo e deixar os cães mais seguros. É importante que o tutor se demostre confiante e não reforce o comportamento de medo com agrados.

Para auxiliar os cães que tem medo de fogos de artifício durante as competições esportivas, os tutores podem apostar no uso do ADAPTIL™ Difusor no ambiente, um análogo sintético do odor materno canino.

Durante a amamentação, as cadelas produzem um odor específico (odor materno canino) que faz com que os cães se sintam seguros e protegidos. ADAPTIL™ é o análogo sintético do odor materno canino e quando presente no ambiente proporciona a sensação de conforto, segurança e bem-estar aos cães em situações desafiadoras. ADAPTIL™ é espécie-específico, ou seja, somente os cães conseguem detectar no ambiente, não sedativo e sem efeito em pessoas ou animais de outras espécies.

O cão detecta o odor materno canino no ambiente e ele é identificado por um órgão localizado no palato, chamado de órgão vomeronasal, (VNO) por meio de um comportamento específico denominado reflexo de flehmen que atrai esse odor do ar para o VNO. No órgão VNO esse odor ativa alguns receptores, retransmitindo informações para a parte do cérebro responsável pelas emoções.

Um estudo realizado com 30 cães de raças e idades variadas que demostravam sinais de fobia a fogos de artificio e ruídos altos mostrou uma melhora significava aos sinais de fobia previamente apresentados com o uso de ADAPTIL™ no ambiente. Na avaliação dos tutores, 74% afirmaram ter observado melhora significativa no comportamento do cão com a presença de ADAPTIL™ no ambiente.

ADAPTIL™ possui 3 apresentações: Kit Inicial com difusor e refil; refil e spray.

O refil deve ser encaixado no difusor e plugado na tomada. A dissipação no ambiente é automática e cada refil tem a duração de 30 dias. É importante manter o difusor plugado na tomada 24 horas por dia sem retirá-lo até o final do refil (30 dias).

O spray é indicado principalmente para cães que tem medo no transporte, ele deve ser borrifado na caixa de transporte e/ou carro 15 minutos antes de colocar o cão.

Saiba mais em: http://www.adaptil.com.br




Fonte: Tantas



COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA







 
 
Guia Pet & Cia 2008-2018 ©, uma empresa do Grupo Guias Web - Todos os direitos reservados
Normas de uso - Política de privacidade

CSS vlido! Valid XHTML 1.0 Transitional