ban
Pesquisa no Guia Pet




guias_web
Guia da Embalagem
Guia Construir e ReformarGuia da CulinariaGuia do Turismo e Lazer





submarino


voltar
<<< Anterior Próxima >>>


ESCOLHA O TAMANHO DA FONTE - A - A

26/02/2018
Pulgas nos felinos: Como evitar?

Com alta resistência no ambiente, ectoparasita pode trazer uma série de transtornos para os pets

Pulgas nos felinos: Como evitar?



A Puliciose, popularmente conhecida como infestação por pulgas, é um dos problemas mais comuns entre os felinos. No verão, os casos aumentam por conta do clima quente e úmido da estação que favorece a reprodução do ectoparasita.

Nos gatos, é possível visualizar apenas pulgas na forma adulta. Porém, o parasita permanece nesse estágio em apenas 5% da vida. Os outros 95% são divididos nas fases de ovos, larvas e pupas que ficam escondidas no ambiente e são invisíveis a olho nú.

“O ciclo de vida do ectoparasita tem ligação com o grau de infestação. Uma única pulga pode colocar até 40 ovos por dia. Por isso, ao encontrar um parasita no felino é provável que o ambiente onde o animal vive também esteja infestado. Por isso, é muito importante o controle no animal e também das formas imaturas no ambiente com produtos específicos” explica a Médica-veterinária e Gerente de Produtos da Ceva Saúde Animal, Priscila Brabec.

Os transtornos causados pelas pulgas vão muito além da coceira e irritação do pet. Entre as principais complicações estão, dermatites, alterações comportamentais, verminoses, e doenças como hemobartonelose, dipilidiose, bartonelose, anemia e micoplasmose.

A Dermatite Alérgica à Picada de Ectoparasitas (DAPE) é a reação mais frequente apresentada pelos felinos com pulgas. A DAPE é uma reação aos componentes da saliva do ectoparasita. “Por conta da hipersensibilidade dos animais é comum que após serem picados os gatos apresentem coceira intensa. Alguns ficam tão incomodados que apresentam alterações no comportamento, ficando mais agitados”, explica Priscila.

Sempre em busca de soluções que proporcionem o bem-estar para os pets e facilitem a vida dos tutores, a Ceva Saúde Animal desenvolveu o Vectra Gatos.

Com formulação única com Dinotefuran e o Piriproxifen, o produto tem ação knock-down contra pulgas adultas, proporcionando rápido alívio aos gatos, além de agir sobre as formas imaturas que ficam no ambiente, auxiliando no controle ambiental.

Como age por contato, as pulgas não precisam picar os animais para morrerem. O produto tem ação na​ superfície da pele e dos pelos, sendo​ a melhor maneira de evitar a transmissão de doenças. “Com essa formulação, a ação sobre o parasita adulto é rápida e letal, evitando a infestação do ambiente, que causa incômodos aos animais e preocupação para o tutor”, ressalta Priscila.

O Vectra Gatos pode ser utilizado em gatos a partir de 1 mês de idade. A aplicação é diretamente na pele, em dois ou três pontos da região do pescoço.

A posologia é por peso, uma pipeta (1 ml) para gatos de até 10 kg. Para os gatos acima desse peso é necessário associar mais que uma pipeta para obter a dosagem correta.

Sobre a Ceva Saúde Animal
A Ceva Saúde Animal é atualmente a 6ª maior empresa de saúde animal do mundo, presente em mais de 110 países tem sua atuação focada na pesquisa, desenvolvimento, produção e comercialização de produtos farmacêuticos e biológicos para animais de companhia, e produção (bovinos, suínos, equinos e aves).
http://www.ceva.com.br




Fonte: Tantas



COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA







 
 
Guia Pet & Cia 2008-2018 ©, uma empresa do Grupo Guias Web - Todos os direitos reservados
Normas de uso - Política de privacidade

CSS vlido! Valid XHTML 1.0 Transitional