ban
Pesquisa no Guia Pet




guias_web
Guia da Embalagem
Guia Construir e ReformarGuia da CulinariaGuia do Turismo e Lazer





submarino


voltar
<<< Anterior Próxima >>>


ESCOLHA O TAMANHO DA FONTE - A - A

08/01/2016
Dicas sobre cães em apartamento

Miriam Cabral, presidente da APAA dá seis dicas sobre ter cães em apartamento

Dicas sobre cães em apartamento



Acostumada a atender todo tipo de público durante o processo de adoção de um animal, Miriam Cabral, Presidente da APAA (Associação Paulista de Auxílio aos Animais) já sabe quais questões geram dúvidas na hora de escolher um bichinho de estimação perfeito. Quando a questão é apartamento, essas incertezas são maiores ainda e a importância do esclarecimento podem fazer a diferença entre uma doação de sucesso ou uma devolução.

1) Existe uma raça ideal para apartamento?

Não. Esta questão é muito relativa, não há melhor ou pior, desde que o proprietário seja consciente na criação do cão que escolheu e mantenha a rotina adequada. Portes pequenos e médios vivem melhor em espaços menores e portes maiores em espaços maiores, porém, isto não é regra, os cães de menor porte tendem a ser mais agitados e latem mais. Sugerimos sempre os SRD (sem raça definida) pois se adaptam a qualquer ambiente, possuem saúde mais resistente e aprendem tudo com facilidade, mas nada impede que cães de grande porte convivam com seus donos em apartamentos.

Os animais maiores possuem necessidade de gastar mais energia e vão precisar de passeios diários com mais frequência. Conheço diversas pessoas que mantem em apartamento um labrador, boxer, golden retrievier e até hottweiler vivendo com tranquilidade. Se o proprietário não tem tempo ou não quer sair com seu cão, atualmente existe a figura do passeador, não é um serviço caro e facilita a vida de todo mundo, sugerimos antes da contratação que se faça uma pesquisa e tire informações.

2) Os cães em apartamento precisam de cuidados maiores?

Não e sim. Qualquer animal precisa de cuidados básicos, em apartamento ou quintal. Os básicos são a identificação visual, plaquinha com nome e telefone/RGA (registro geral do animal), mantê-lo sempre limpo, recolher as fezes dele nas áreas comuns do prédio, usar sempre coleira e guia e manter a vacinação anual atualizada. Sugerimos ainda, que o cão seja castrado, as fêmeas não sangram e não passam o odor do cio, que poderá agitar machos vizinhos; no caso do macho, ele não irá marcar território em vários lugares, quanto antes for castrado, melhor será.

3) É menos vantajoso ter um animal em apartamento?

Não, os cães bem treinados não dão trabalho, seja em um quintal ou no apartamento. Passam a ser um integrante da família sem grandes problemas, farão companhia, divertem as crianças e ajudam na saúde do ser humano, contribuindo a baixar a pressão arterial, recomendados quando há pessoas com sinais de solidão e depressão. Há casos de uso de animais no tratamento de crianças com autismo ou deficientes mentais ou físicos.

Ele será um incentivo às caminhadas diárias, passeios saudáveis em parques e praças. Adotando um cão você contribui para que haja menos animais abandonados nas ruas e este cão lhe será eternamente grato, retribuindo com amor e companheirismo.

4) Cães filhotes se adaptam melhor em apartamento ou é lenda e um cão adulto vai sim se acostumar numa boa?

Lenda. Cães filhotes dão mais trabalho que um adulto, eles vão chorar no período inicial de sua adaptação, precisam de um processo de vacinação especial nos primeiros meses de vida e roem tudo o que encontram pela frente. Já o adulto poderá se adaptar também ao ambiente e à família com facilidade, precisará de vacinação anual apenas e tendem a ser menos agitados.

5) Tem cães que se acostumam a fazer as necessidades quando saem para passear, mas vira aquele transtorno quando chove. O que fazer?

O proprietário deverá treiná-lo a fazer as necessidades também em um local adequado do apartamento, usando produtos especiais, jornal ou tapetes higiênicos, ou ainda, usar uma capa de chuva e sair quando a chuva diminuir um pouquinho. Os adestradores dão boas dicas para ajudar neste caso.

6) Quais problemas de se criar um cão no apto que as pessoas desconhecem?

Não existem problemas desconhecidos, latido, choro, mau cheiro, são os principais problemas que se encontra, mas nenhum deles é intransponível, haverá o período de adaptação e treinamento e depois é só alegria.

Para se ter um animal, é necessário ter bom senso acima de tudo, visitar regularmente um veterinário para que a saúde do cão e da família seja preservada. Caso o cachorro seja muito agitado, é recomendado consultar um adestrador para treinamento e adaptação, ou seja, nenhum problema não tem solução, basta ter paciência e procurar a melhor forma de se adequar ao novo membro da família.

Miriam Abduch Cabral - Advogada, empresaria e Presidente da APAA (Associação Paulista de Auxílio aos Animais)
Site: http://www.apaa.com.br
Facebook: http://www.facebook.com/ONGAPAA
Instagram: http://www.instagram.com/ong_apaa



Fonte: APAA / Gabriella Sperati



COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA







 
 
Guia Pet & Cia 2008-2021 ©, uma empresa do Grupo Guias Web - Todos os direitos reservados
Normas de uso - Política de privacidade

CSS vlido! Valid XHTML 1.0 Transitional