ban
Pesquisa no Guia Pet




guias_web
Guia da Embalagem
Guia Construir e ReformarGuia da CulinariaGuia do Turismo e Lazer





submarino


voltar

Para um Natal Animal
Fim de ano chegando, época de comemoração e presentes! Muitas crianças pedem um animalzinho para lhes fazer companhia e brincar.

Mas mesmo que muitos adultos incentivem a aquisição de animais como presente, vale lembrar que eles não são objetos que podemos pegar ou largar a qualquer momento, mas seres vivos que têm necessidades, fazem barulho, soltam pêlos e, principalmente, que irão viver em média 15 anos, variando de acordo com a pessoa que está se tornando seu guardião, responsável pela vida do bichinho.
<
* Portanto, antes de levar seu novo companheiro para casa, pare um pouco e reflita:

Qual o tamanho ideal do animal para o espaço que eu tenho (casa/apartamento)?

* Um animal deverá ter pêlo longo ou curto?

* Quais os cuidados com a pelagem que precisarei ter?

* Estou disposto a isso?

* Quando eu for viajar, onde deixarei meu amigo?

* Ele vai precisar ir anualmente ao veterinário para tomar a vacina específica, que custa em média R$ 60,00. Posso arcar com essa despesa?

* Posso arcar com a despesa do alimento adequado à sua espécie e idade?

* Tenho tempo para dar a ele atenção (brincar, levar para passear, escovar, etc)?

* Se ele adoecer, precisarei levá-lo ao médico veterinário. Tenho tempo, disposição e condição financeira para isso?

* Ele irá viver em média 15 anos na total dependência minha. Posso e quero realmente assumir essa responsabilidade?

Adoção
Se você pensou sobre tudo isso e concluiu que tem condições e deseja ter um cão ou gato em sua casa, aproveite o Natal. Afinal, é nessa época que se comemora o nascimento da fé, da esperança, da vida, da compaixão, da doação e do amor no sentindo mais amplo de seu significado.

Mas não estimule o comércio de animais. Existem muitos animaizinhos abandonados, esperando por pessoas que queiram adotá-los. Basta visitar qualquer abrigo idôneo para se apaixonar por esses focinhos carentes. Eles certamente estão prontos para retribuir com um carinho sincero esse ato de amor, livre de todo e qualquer preconceito, que é o verdadeiro presente da vida.

Esterilização
Agora que você já tem certeza de que irá ter seu pet, criando-o de forma responsável, aqui vai um grande conselho: não importa se ele é macho ou fêmea, a castração é de suma importância, pois traz diversos benefícios para o animal:

Para fêmeas, a castração antes do primeiro cio diminui em 97% a possibilidade de desenvolver tumor de mama. Quanto mais tardia for a castração, mais chances a cadela tem de desenvolver o tumor;

Evita tumores e doenças no útero e nos ovários;

Para machos, diminui a possibilidade de desenvolver tumor de próstata;

Diminui ou evita a saída de machos atrás de fêmeas no cio e, assim, previne doenças transmitidas sexualmente ou por mordidas e arranhaduras;
A castração é uma cirurgia simples em que são retirados os órgãos que produzem os hormônios sexuais. Ela é feita com anestesia e, portanto, sem sofrimento para o animal. E detalhe: ao contrário do que muitos pensam, a personalidade do cão ou do gato, macho e fêmea, não muda após a castração.

Vacinação
Além da esterilização, a vacinação é vital para seu animal. Seguindo à risca o cronograma indicado pelo veterinário que você escolher, seu cão ou gato poderá evitar doenças e viver por muito mais tempo. Aqui vão alguns pontos que você precisa saber:

Para filhotes, são necessárias três doses de vacina espécie específica no primeiro ano. A partir do segundo ano, deve ser aplicada uma dose todos os anos da vida de seu animal.

A vacina contra raiva também deve ser realizada uma vez ao ano por toda a vida do animal. Se essa vacina for feita em clinica veterinária, uma dose é suficiente. Se for a vacina da prefeitura, na primeira vez que o animal tem contato com ela deve-se repetir a dose após 30 dias.

Para todos os animais com mais de 4 meses e que nunca tomaram vacina (seja a espécie específica, seja a da raiva), aconselha-se fazer uma dose de reforço após 30 dias da primeira dose no primeiro ano de vacinação.

Atenção:
Muitos lugares apenas fornecem um comprovante onde colocam o selo da vacina, data e uma assinatura qualquer. Cuidado, pois assim não existe garantia da procedência e conservação da vacina, ou seja, não existe garantia da proteção que essa vacina deve oferecer ao animal, como também da responsabilidade de um profissional pelo estado do animal antes e após a vacinação.

Portanto somente aceite vacinar seu animal com um médico veterinário. Ele precisa dar um comprovante de vacinação que conste o nome do veterinário, a assinatura e seu número de registro no Conselho de Medicina Veterinária.


Fonte: Monica Almeida - Gerente de Programas Veterinários – WSPA Brasil
Para ver mais artigos clique aqui

 
 
Guia Pet & Cia 2008-2017 ©, uma empresa do Grupo Guias Web - Todos os direitos reservados
Normas de uso - Política de privacidade

CSS válido! Valid XHTML 1.0 Transitional